segunda-feira, 8 de outubro de 2018

O riso nordestino

Se tem uma coisa que admiro em alguém é o humor. A risada sempre fez parte da minha jornada. É um dos tesouros que acompanha meus passos. Já chorei de tanto rir. Eita coisa boa. Das graças de tio Berto, das tiradas do meu pai, do jeito ímpar de tio Doda e de tantos dos meus que sempre despertam minha gargalhada.

Em casa o riso também corre solto, a alegria é uma das nossas dádivas. E achei de casar logo com um cearense que tem um humor que rende crônicas cotidianas que nem sempre tenho tempo para escrever. Da primogênita ao caçula temos na risada uma marca familiar.

Hoje, no dia do Nordestino, eu tenho muita gratidão pela bênção de ter nascido nessa terra de gente forte que tem no riso uma riqueza marcante. Parabéns a todos os Nordestinos espalhados por esse mundo tão vasto quanto o céu do sertão!

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Sobre essência, escolhas, laços, NÃO e SIM

Avançamos no caminho da maturidade quando priorizamos escolhas que tem sintonia com nossa natureza. O NÃO ganha um significado poderoso. O NÃO que tantas vezes deixamos de dizer ou decidir pensando nos outros. O NÃO que me fez vivenciar a mesma situação sendo repetida até que tive a coragem de cortar pela raiz. Descobri que o NÃO é libertador, que o distanciamento traz tanta paz, que o silêncio é uma resposta sábia e que SIM, refinar os laços é sensacional. Um novo ciclo na primavera de um novo tempo. Seguindo nessa filosofia: a essência do que é essencial!

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Gratidão setembro primaveril

Observo o florescer com esperança. Cada dia mais convicta de que a sintonia com nossa natureza deve ser prioridade em nosso cotidiano. Não temos que ser coniventes com o que fere nossos princípios, não temos que nos calar diante do que nos incomoda. Presenciando situações tão assustadoras tomar partido é fundamental. E não é sobre filiação.

Respostas a:
1) “você não tem medo de se posicionar com esse #EleNão, cuidado se ele ganhar vai ter caça às bruxas”
Sério? Então serei eu e milhões de bruxas queimadas. Eu não tenho medo do fogo, ele é elemento da alquimia.

2) Isa: mãe um colega da escola fez um gesto de arma. Eu fiquei assustada. Ele disse que é o gesto que o pai dele imita do candidato a presidente e que a família dele vota nesse homem!
E o que você respondeu filha?:
Isa: Que em casa ninguém gosta de armas. Ele disse que depois da eleição todo mundo poderá ter uma arma e vai ter muitas mortes. Tô com medo.
Seu olhar é desolador. Minha filha tem 10 anos.

Sim é com tristeza que observo essa onda de incentivo ao ódio tão explicita nessa campanha eleitoral. Fico perplexa com o símbolo do “tiro” de um “mito” tão falso que convence tantos. Há tanta incoerência desses donos da verdade que vomitam suas certezas sem o mínimo de respeito. E mesmo diante desse cenário que quer intimidar enxergo com alegria o levantar das vozes de mulheres que tem coragem de denunciar e tomar partido contra a violência. É assustador e libertador ao mesmo tempo. Eu tomo partido pela liberdade. E não tenho medo de declarar abertamente que #EleNão.

Obrigada setembro primaveril. A primavera floresce hoje e sempre: "Mesmo numa cultura opressora, em qualquer mulher na qual a Mulher Selvagem ainda viva e viceje ou apenas cintile, haverá perguntas-chave ...a mulher está capacitada para agir de acordo com sua própria competência, com seu próprio talento. Tomar o mundo em suas mãos e agir com ele de um modo inspirado e fortalecedor da alma é um poderoso ato do espírito selvagem." Do livro Mulheres que Correm com os Lobos. Clarrissa Pinkola Estes

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Agosto iluminado, obrigada

Agosto foi um mês de maravilhosas lunações. Foi sensacional! De tantos encontros e alegrias. De presentes presenciais que fazem toda diferença em minha jornada. Da proximidade da família e amigos, de perto e de longe, gente minha que tanto AMO. Eita que esse povo do meu agrado me faz tão bem.

Alguns destaques do mês
Alimentando a fé na visita ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida. Quanta alegria em realizar esse compromisso sagrado.

Encontro espetacular com os amigos no show do Bruno&Marrone. Que resenha. Que noite. Memorável para celebrar o aniversário do estimado Gustavo.

A pintura do quarto do Arthur, um trabalho sensível e criativo executado por Rosana Grimaldi. Um projeto que nasceu há algum tempo e conseguimos concretizar. É a arte dando cor e vida aos espaços de minha casa.

E apesar de todos as atividades cotidianas, tirar momentos para contemplar a lua, uma ligação mais demorada para pessoa querida, uma adorável leitura, brincadeira com as crianças ou simplesmente respirar pausadamente e descansar. É nesse roteiro que pretendo seguir: priorizando a essência do que é essencial.

Obrigada agosto. Há muita vida dentro de um mês. Há muito espaço para realizar no dia, sequenciar na semana e no passo a passo ir cumprindo as metas que determinamos. Aprendi com Fatyma de Moraes que especificar com clareza é essencial. Não esmorecer com as dificuldades, enfrentar os desafios e desenvolver cada vez mais a persistência, são elementos chaves para seguir avançando. Tudo isso em sintonia com sua natureza. Com aquilo que você sente e é. Isso é fundamental em todos os sentidos.

terça-feira, 31 de julho de 2018

Gratidão julho/2018

A passagem do tempo é diferenciada. Sim, o tempo tem muitas variáveis. Há momentos em que o sentido de eternidade é tão forte que a contagem do tempo do relógio ao qual estamos tão condicionados nem sequer é lembrada. E isso me faz priorizar cada vez mais a proximidade do meu tempo com os laços afetivos que são diferenciais em minha jornada. E tenho colecionado encontros valiosos, presenciais e sensoriais, alinhados com essa essência do que é essencial.

Eu SOU MUITO GRATA por todas as circunstâncias aprendizes da minha jornada. Obrigada Universo por me presentear com mais um mês abençoado, por cada passo realizado e pela trilha que se descortina de mais um mês que nasce com a fertilidade da chuva. Eu poderia discorrer sobre vários acontecimentos de julho, no entanto, ficaria longo meu texto e quem é meu laço verdadeiro conhece bem meu amor e já compartilhamos a alegria do encontro sonho.

A seleção única vai para a imagem do mês, clicada por meu irmão Henrique Neto, no passeio dos primos, João e Arthur, na companhia do pai, tio e irmão. Pense numa companhia que faz diferença e multiplique ao infinito.

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Gratidão junho/2018

A ausência de chuva e a falta de umidade provocam o aumento de doenças respiratórias em muitas pessoas, nos alérgicos então. E foi assim o final de junho. Com as crianças e o marido doentes. E eu segurando a onda dessa turma. E a rotina sem a colaboração do marido ficou ainda mais cansativa. Descansar nesse feriado é minha meta principal. E a Lua Minguante vem com esse chamado, da quietude, do aconchego do lar, da proximidade com as crianças, do sentir a pausa, da mansidão do descanso em casa, do cuidado com o lar em múltiplos sentidos.

Ah junho eu não registrei o post das gratidões do mês no último dia como programado. E foram tantos motivos para agradecer. Então vou resumir pontos essenciais. Foi um mês de finalizações e recomeços. E como é sensacional a leveza que chega com o cumprimento das realizações e com a certeza da abertura de espaço para um novo ciclo. Por todos os encontros e por cada situação, das tristes e alegres, cada uma com seu propósito e lição, eu agradeço muito ao mês de junho/2018. O importante é seguir aprendendo.

Para finalizar, um agradecimento especial da notícia abençoada. A mudança é sempre constante e o movimento da vida é perene. E a escolha da imagem do mês tem sintonia com a frase escolhida: "Em cada passo da vida, o coração deve estar predisposto a uma despedida e a um novo começo." Hermann Hesse
a florada da minha pequena graciosa rosa menina, do meu jardim. Gratidão junho/2018

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Gratidão maio/2018

Sempre que eu paro para registrar minhas gratidões sinto imensa alegria. Todos os dias eu agradeço, nem sempre escrevo. Hoje reservei um tempo para fazer esse registro, afinal, maio foi muito especial. Não há espaço para pontuar tudo, mas vou tentar elencar três saborosas gratidões do mês.

Visitar minha terra, sozinha. Encontrar meu pai, vozinha, irmãos, primos, tias. Foi um grande feito. E já que as sensações são indizíveis, algumas palavras podem apresentar nuances do que senti: coragem, alegria, saudade e amor. Trouxe na bagagem recordações atemporais.

Os churrascos do mês na companhia do grupo de amigos que formamos. Nossa amizade é muito valiosa e o riso é uma de nossas marcas. E a cada encontro vamos fortalecendo nossos laços e ampliando o repertório da nossa história.

Extrair humor até de situações estressantes é uma graça que procuro praticar. Sim, o riso é um bálsamo e está nas veias de minha família, pelo menos de boa parte que conheço e convivo. E sim, isso é uma bênção. As risadas ecoam e sua energia enlaça boas memórias que são contadas oralmente, na maioria das vezes. E maio foi palco desses encontros onde a risada fluiu com maestria. Salve o riso!

E a escolha da imagem do mês, diante de tantas emoções, é a foto do meu irmão Henrique Neto clicando os dois primos. Quanta sintonia de Amor há nesse retrato. Eu sou muito grata!

O riso nordestino

Se tem uma coisa que admiro em alguém é o humor. A risada sempre fez parte da minha jornada. É um dos tesouros que acompanha meus passos. Já...