terça-feira, 27 de junho de 2017

Qual caminho você escolhe?

Treine a mudança de seu pensamento. Não desanime. Seja persistente.

“Falar é fácil, difícil é fazer”
“Ninguém me ajuda. Tudo dá errado”

Essas foram algumas respostas que surgiram na roda

A zona de conforto do pessimismo e o papel de vítima são tentadores. É o caminho fácil. Você pode escolher permanecer nele.

Procurar auxílio é um passo importante, no entanto, só surtirá efeito de você firmar uma aliança com você mesmo, seguir firme com seu propósito. A chave é você. A mudança só acontecerá se você assumir compromisso com sua vida. A persistência será uma aliada.

Construir uma nova fala e ação depende de você. É preciso ter sintonia refinada entre palavra e ação. Aplique seus talentos, desenvolva suas habilidades. Tenha coragem de assumir o caminho difícil. Essa é a trilha que fará diferença na sua jornada.

E você, qual caminho escolhe?

Anotações que encontrei na minha caixinha de recordações. Lembra-se disso Fatyma Moraes? De um dos encontros da Escola das Deusas.
Crédito da imagem Portal Administração


segunda-feira, 26 de junho de 2017

Poesia cotidiana

Há uma promessa em curso
E o milagre em cada passo
Noite, dia, que morre, que nasce
na dança das estações
no vento, na brisa, no calor, no frio
Na alvorada, no entardecer, na primeira estrela
No ciclo lunar e na maré das emoções
vou sentindo o palpitar da poesia
nos alimentos cotidianos

Qual caminho você escolhe?

Treine a mudança de seu pensamento. Não desanime. Seja persistente. “Falar é fácil, difícil é fazer” “Ninguém me ajuda. Tudo dá errado” ...