Páginas

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Experiências culinárias com sabor, família e amizade

Nunca fui prendada na cozinha. Também nunca tinha tentado. O tradicional prato feijão e arroz eu já melhorei bastante. Agora o macarrão soltinho ainda nada. Nem com as dicas da minha preciosa tia Coca. E olha que gosto do bem simples refogado com óleo, alho e pitadas de ervas. Quando recebo tia lá em casa, já sei que vou me deliciar com esse simples e saboroso prato que perfuma a cozinha.

Quando não tinha os pequenos não dava muita importância pro jantar, mas com os pequenos essa refeição ganhou relevância. Se bem que Isa come mais a noite. Arthur só ensaia, mas tem dias que surpreende. Enfim, o jantar tem saído com comidas bem práticas do dia a dia. E ficar mais tempo na cozinha me inspirou a assistir programas gastronômicos no GNT. São as raridades que assisto já que tv nunca foi e nunca será uma atração do meu cotidiano. Ah sim, gosto também dos programas de decoração, são criativos.

E por falar em criatividade, ela é muito bem vinda em qualquer espaço e experiência. Seja no preparo dos pratos e decoração ela dá um toque especial. Aliás, ando com uma vontade de colocar uma cor na cozinha lá de casa. É logo que as experiências culinárias renderão outras iniciativas. Inspirada nos episódios do Cozinha Prática e Tempero de Família, meus favoritos nesse quesito gastronomia, resolvi escolher 1 prato por mês para fazer em casa.

Em abril foi um macarrão oriental com camarão. Maio e junho eu não fiz nada. Em julho retomei o projeto de escolher 1 prato por mês para receber família e amigos. Em julho fiz o arroz carreteiro com carne seca, hummm. Tem gente que levou marmita e ficou uns 2 dias comendo em casa. Em agosto foi baião de dois homenageando minhas raízes. Antes de raparem a panela eu fiz a marmita pro amigo sortudo acompanhado da clássica farofa que aprendi fazer e que é pedida em todos os churras. Sim, tia Coca ensinou a farofa e embora a minha não chegue aos pés da dela, ando melhorando.

Em homenagem a Minas Gerais e as referências mineiras dos amigos, a receita de setembro será feijão tropeiro e já tem data marcada. Vi no Tempero de Família e vou fazer com alguns ajustes, da panela ao local! Os três primeiros pratos segui a receita do Cozinha Prática com algumas alterações ao meu gosto. A foto do baião de dois vai ficar faltando. Não deu tempo!
primeiro prato, o macarrão com camarão espetacular e o molho ficou divino!

a carne seca dá o toque diferencial ao arroz carreteiro, prato típico em várias regiões

Nenhum comentário: