segunda-feira, 26 de junho de 2017

Poesia cotidiana

Há uma promessa em curso
E o milagre em cada passo
Noite, dia, que morre, que nasce
na dança das estações
no vento, na brisa, no calor, no frio
Na alvorada, no entardecer, na primeira estrela
No ciclo lunar e na maré das emoções
vou sentindo o palpitar da poesia
nos alimentos cotidianos

Nenhum comentário:

Agosto iluminado, obrigada

Agosto foi um mês de maravilhosas lunações. Foi sensacional! De tantos encontros e alegrias. De presentes presenciais que fazem toda diferen...