Páginas

sábado, 21 de janeiro de 2012

Verão chuvoso e reflexivo

Nas últimas semanas as chuvas são constantes. A água escorre do céu pelas veias das terras e continua seu curso. Uma pequena gota tem um longo caminho e segue seu roteiro até o oceano. Apesar da saudade dos dias ensolarados, toda essa chuva tem me proporcionado muita reflexão. Sinto que os muitos pingos jorram com intensidade pelo rio do meu coração e formam cachoeiras que descem montanha abaixo rumo ao mar de clareza. Processo de limpeza e renovação.

Somos como um rio e não podemos represar as águas. Elas pedem liberdade e movimento. As marés conectam-se ao sabor dos ventos, sentem a influências das fases lunares e refletem a beleza do céu. É preciso ouvir a voz do rio com o silêncio do coração. O canto do rio é uma comunhão de elementos. Cada gota de chuva tem o sentido universal da essência da água geradora de vida. Há muitas águas no rio da vida.

Cada estação é diferencial e esse verão chuvoso tem o retrato reflexivo de uma fase de aprendizado. A chuva tem sua doçura e sensações!

Nenhum comentário: