Páginas

quinta-feira, 25 de março de 2010

Meu tempo é agora. E o seu?

O tempo transforma e nós também transformamos o tempo. Tudo depende do nosso propósito com o tempo de nossa vida que é o presente. Meu tempo é o agora, é o instante, o minuto, minha respiração, as batidas do meu coração, minha energia para realizar, minha serenidade para rezar, minha hora de contemplar, minhas deliciosas sensações, meu momento de dialogar, de ler, escrever, trocar, captar, transmitir, tocar e compartilhar o milagre de viver e relacionar-se com o mundo.

Valorize cada segundo de sua vida. Procure filtrar o aprendizado de cada situação, ter uma visão mais ampla do vasto horizonte de oportunidades que a vida nos oferece. Tenha consciência da amplitude e da unidade da qual fazemos parte. Exercite sua força para criar e desenvolver seu potencial que é sagrado. Conhecer a imensidão de conhecimento que existe em você e o conecta com o Todo de forma universal é transformador.

Conquiste a liberdade da disciplina de estar atento à vida. Acredite na sua capacidade de superação. Aceite com garra e persistência os desafios da caminhada. Lembre-se: cada passo é uma vitória, cada passo é uma etapa, e é no passo a passo da trilha que está o tesouro do conhecimento e evolução. As mudanças são preciosas e nos revelam o quanto temos habilidade para crescer e renascer.

A vida está sempre em movimento, é um ciclo de energia que gira na roda cósmica formada por diferentes constelações, em diferentes espaços de tempo. O tempo não para? Sim, ele não para, segue seu ritmo, mas você é responsável por dirigir o ritmo do seu tempo. A escolha é sua e determinará a sua colheita, os seus resultados.

Faça da sua linha do tempo um retrato do progresso, uma mostra de soluções criativas, uma referência da sua identidade única, uma cena de ações positivas, uma trajetória de sucesso com a sua marca, seu legado e sua história.

Meu tempo é agora. E o seu? Com minhas filhas aprendo a valorizar o tempo e compreender o tempo de cada coisa. Com elas, minha melhor história, meu mais puro amor, meu feliz sorriso, meu melhor tempo!

quinta-feira, 18 de março de 2010

Meus ancestrais, minhas raízes, minha história

Não conheço com profundidade as origens dos meus antepassados, mas os reverencio porque sei que eles são parte de minha história, da minha genealogia, da minha vida, do meu sobrenome, do meu sangue. Quando conhecemos nossas raízes nos encontramos com nós mesmos através dos laços que somos formados.

Tive a grande sorte de conhecer de perto meus avôs e graças a Deus minha vozinha e vozinho, os pais de minha guerreira mãe, ainda estão conosco. Tive a felicidade de conhecer alguns bisavós e bisavôs que se tornaram personagens marcantes da minha infância. Lembro deles com um imenso carinho e muita gratidão.

As bisas são especiais, conheci três. A vovó Yayá foi a primeira que faleceu, era tão pequena, mas tinha uma grandeza em seu jeito frágil. Tinha a mãe do meu vozinho que eu não recordo o nome, mas lembro muito bem de seus traços e dela sentada na sua cadeira de balanço na calçada de Trindade. O tempo passou e logo ela estava caducando e a memória foi fraquejando. De vez em quando acertava o nome dos netos e bisnetos. E tinha a Aurora, mãe da minha vozinha, a quem eu chamava de vó da Ingá, por causa do sítio. Sua presença simples iluminava toda a casa, do raiar do dia até o anoitecer. Sua expressão era leve como seu sorriso.

E tem os dois bisavôs que são verdadeiros extremos. O vovô Vigário era uma figura. Ele adorava contar os “causos” de suas andanças. Recordo-me dele na sua casa em Trindade junto com a Santina com quem ele casou depois que a bisa Yayá faleceu. Aliás, os dois andando juntos na rua era uma graça. Ela tinha um jeito de andar muito estranho. Sei que as histórias do Vovô eram muito divertidas. Meus tios costumavam dizer que ele tinha gosto por “engrandecer” seus feitos.

E o outro bisavô a quem eu chamava de vô do Ingá, também como referência ao sítio, era o marido da Aurora. Lembro dele montado no seu cavalo, seu companheiro nas estradas e veredas da caatinga. Sem dúvida, um homem valente, um vaqueiro do sertão que não perdia a Missa dos Vaqueiros de Serrita e que gostava de poesia mesmo sem saber ler nem escrever. Ele gostava de ficar no alpendre de sua casa recitando poemas que surgiam de sua mente criativa. Tenho muito orgulho de sua veia poética.

E tem minhas duas avós. Uma delas partiu em 2009 nos deixando muita saudade. Ela continua comigo, viva na minha lembrança. Minha avó Cotinha nos deixou um legado de força. Ela é filha do vovô Vigário e da vovó Yayá. Uma mãe sensível, batalhadora e que sempre acolhia todos. Lembro do seu abraço carinhoso e do seu imenso amor e preocupação com sua família. Ela morou em diferentes casas e cidades e foi deixando sua marca por onde passou. Minha avó e madrinha, sua marca de amor estará sempre comigo.

E tem a minha amada vozinha. Não vejo a hora de chegar junho para visitá-la. Admiro tanto minha vó. Ela tem um jeito todo único de transmitir seu afeto. Ela briga e parece está sempre brava, mas aprendi que esse é seu modo de expressar o gigante amor que ela sente por toda sua família. Lembro dela ouvindo a missa e rezando o terço toda noite junto com meu avô. Seu canto é sagrado. Minha vozinha é uma Fortaleza, tem uma fé excepcional, é uma mulher de princípios que tem uma essência firme. Ela é encantadora, é ariana como minha mãe, é determinada, decidida e verdadeira.

E tem o vô Chico. Meu avô e padrinho. Que homem memorável e lindo. Sua pele negra, seu cabelo preto, seu olhos profundos. Seu humor sempre foi uma característica marcante. Como se diz por lá, ela “mangava” de todo mundo. Gostava de colocar apelidos. Eu branca que nem algodão e ele me chamava de minha preta. A última vez que nos falamos foi por telefone, faz um tempo. A Bruna tinha dois anos e eu tinha enviado uma foto de sua bisneta para ele conhecer. Quando perguntei se ele tinha gostado de sua bisneta, ele respondeu sorrindo: “é a minha cara, galega dos olhos de gato” rsrsrs. Nunca vou esquecer sua risada, sua alegria, sua beleza rara.

E tem meu vozinho Enoque. Tão sensível, tão cativante, tão bondoso, tão simples. Ele é puro amor e sensibilidade. Adora sentar embaixo da algaroba para fumar seu cigarro. Fica no alpendre contemplando o horizonte com seu olhar de sonhador. Meu avô tem uma trajetória de vida incrível. Ele é um exemplo de vitória, superação e do quanto temos capacidade de recomeçar e encontrar nosso lugar no mundo. E ele agüenta as brigas da minha avó há quase 60 anos rsrsrs. Ele é muito paciente também. Eu o amo muito por tudo que me ensinou mesmo quando não disse uma única palavra. Ele é o homem mais maravilhoso que já conheci. Meu querido Vozinho, minha gratidão por fazer parte de minha história. Por toda eternidade sua presença estará comigo.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Paixão pela leitura

Eu sou apaixonada pela leitura. Adoro ler revista, livros e artigos em sites interessantes. Sempre reservo um tempo do meu dia para ler. Minha revista favorita é a PEGN. Todo mês compro a edição e aprendo muito com as matérias que abordam a arte de empreender nas mais diversas áreas. E aproveitando o gancho acompanho o Papo de Empreendedor e participo da Rede NING PEGN. São opções para ler e fazer contato com outros empreendedores. A troca de informações é valiosa.

Ano passado li bastante e fiquei fascinada por um livro que comprei após ler um trecho dele citado em um artigo do Bolsa de Mulher. Recomendo a leitura para todas as mulheres. Tornou-se meu livro de cabeceira: Mulheres que correm com os Lobos – Clarissa Pinkola Estés. É incrível como ao ler o livro vamos fazendo conexões com as peças das histórias que são contadas e vamos clareando muitas situações de nossa caminhada. Leiam e releiam.

Textos, blogs e canais interessantes você encontra no Bolsa de Mulher. É um portal feminino semelhante a uma bolsa de mulher recheada de conteúdo. Adoro o Canal Mulherinvest. Estou mesmo em uma fase de investidora. Acabei de ler Pai Rico, Pai Pobre que nos mostra a importância de adquirir ativos e já estou lendo Mulher Rica que faz parte da série. Nossa, estou amando a leitura que traduz de forma simples o que muita de nós pensamos ser tão complicado. Investir na sua liberdade financeira vale OURO e toda mulher tem capacidade criativa para conquistar seus sonhos. Eu acredito e estou neste caminho de Ação para aprender e melhorar sempre.

Tem sites e Blogs que contam com um acervo de artigos preciosos. Vejam na minha lista de Blogs neste Blog as minhas opções. Sobre Coaching e temas conectados ao sucesso leia o Spiritual Coaching e o Alpha Coaching. Artigos sobre autoconhecimento e espiritualidade acessem Somos Todos Um. No Vila Mulher também tem muito conteúdo sobre o universo feminino. E por falar em essência feminina, o Blog da Escola das Deusas é inspirador. Contos avessos, ousados e diferenciados no castelo de palavras construindo no Blog do meu irmão.

Também viajo por outras leituras. Amo poesia e aprendi com minha amiga Marili que um certo Fernando se desdobra em muitas Pessoas. E o que dizer da Diva Clarice Lispector, quero todos os seus livros. Ano passado ganhei de presente O menino de pijama listrado da minha amiga Clícia. Li e depois assisti o filme. Ambos são emocionantes. E tem um livro que tenho verdadeira paixão e que todas as pessoas deveriam ler: O Pequeno Príncipe. É tão memorável que atravessa gerações.

Minha filha Bruna pegou gosto pela leitura. Fico tão feliz. E esses dias levei a Isa para o Sesc Pinheiros e ela ficou encantada com os livros espalhados pelo tapete. Espero que minhas filhas sejam tão apaixonadas por livros como eu! A Bruna já enveredou nessa viagem e imagino que ler é um alimento para ela escrever no seu blog pessoal. E ela escreve no seu Blog moda, um tema que ela ama. Também com tanto estilo, ela leva mesmo jeito. Então, termino por aqui convidando você a encontrar seu jeito de ler e viajar pelas páginas de um mundo repleto de tesouros.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Viva a glória da energia feminina!

A mulher é mesmo um ser muito ESPECIAL. Somos filha da Natureza que mostra sua grandeza feminina de tantas formas e cores. Somos sementes e frutos nascido da Terra, a Gaia. Somos flores nos jardins da vida. Somos expressão da beleza, harmonia, graça e poesia.

E mulher tem uma luz criativa que brilha. Toda mulher é uma estrela e uma fonte de sabedoria. Toda mulher tem na sua essência uma força imensa para conquistar seus sonhos. Mulher mãe, mulher amiga, mulher irmã, mulher amante, mulher que escreve, que fala, que desenha, que canta, que ouve, que administra, que lidera, que investe, que governa a direção do seu caminho como uma guerreira aprendiz.

A mulher desfila seu canto e encanto por diferentes paisagens, fases, lugares, pessoas e assim vai pontuando sua presença feminina repleta de energia, criatividade, conhecimento, ousadia, determinação e nosso toque diferencial de sensibilidade e intuição. Sabemos valorizar a importância do detalhe, a relevância de cada passo e reconhecer que está no nosso diferencial único a chave do sucesso e o canal de conexão com o sagrado.

Sou muito feliz porque sou mulher e mãe de duas mulheres. Tenho a sorte de conviver com mulheres especiais, que me inspiram, ensinam e fortalecem. Tenho amigas tão maravilhosas como a Fatyma, Clicia, Amanda, Marili, Zilda..., umas próximas, outras distantes, mas todas presentes em meu livro coração.

Tenho uma mãe que é um exemplo, uma avó que é uma Fortaleza, primas tão diferentes, tias tão carinhosas, uma delas me ligou ontem para me felicitar pelo aniversário e avisar que lá estavam no sertão fazendo um bolo para celebrar o dia do meu renascimento, fiquei tão emocionada que não tenho palavras que descrevam as sensações de amor que afloram com esse afeto tão verdadeiro.

E, claro, tenho duas filhas que são meus tesouros, uma da Terra, outra da Água. A Bruna e a Isabelly. Elementos sintonizados pela força do amor, desse laço que nos liga e que toda mulher conhece tão bem. Temos o dom de tocar corações e sermos tocada de modo singular por todos os sentidos e como eles são aflorados em toda mulher que acredita e cultiva sua luz divina.

Parabéns para todas as mulheres que participam e compartilham suas ricas experiências na Escola das Deusas.

Parabéns para todas as mulheres especiais de minha vida, minha gratidão por fazerem parte de minha história e meu abraço cheio de amor. Tão únicas, tão belas, tão diferentes: meus laços eternos