Páginas

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Outubro turbinado

E já é passado mais um mês do ano. O passado vai ficando registrado nos capítulos do cotidiano, nas situações, nas tristezas, nos aprendizados. Ao começar a escrever minha síntese do mês 10/2011 me dei conta do quanto cada dia se torna passado e cada novo dia é um presente para cultivarmos o amanhã. O futuro é próximo, o passado lição e o presente a oportunidade de viver entrelaçando esse ciclo perene da vida.

Quantas vezes ficamos presos ao passado? Nada do que foi será transformado. O maravilhoso é que temos a possibilidade de transformar o presente e construir um futuro melhor. Por mais pareça difícil é possível desapegar-se das amarras do que passou, lavar com água perdão os rancores e recomeçar com o espírito livre e fortalecido de fé e amor. Outubro já se foi, foi um mês de muito trabalho e muita reflexão. O silêncio diz muito e a oração é um bálsamo. Registro aqui minha gratidão por mais um mês.

Minha gravidez segue e a barriga desponta. A vida segue criando com sua natureza milagrosa repleta de conexões. A diversidade é mesmo uma presença marcante, nenhuma gravidez é igual a outra e dessa vez os enjoos estão muito fortes. É um período passageiro com seus sabores e dissabores. Faz parte da jornada maternal e enfrentar cada desafio é como um treino para aprimorar nossa habilidade de melhorar em muitos aspectos. Paciência, cuidado, descanso, pensar, agir, organizar, planejar. Muitos verbos em comunhão. Muitas mudanças em curso. O mágico é que somos sim capazes de nos reprogramar e aos poucos vamos assimilando os sinais das entrelinhas de cada situação.

A coragem para alterar o programa exige esforço. Estou em processo de esforço concentrado para realizar as alterações necessárias. É uma tempestade de pensar e repensar. E nesse turbilhão de pensamentos vou filtrando as prioridades para decidir as estratégias. É tempo de refinar as ações e preparar o terreno de um novo ciclo nos muitos campos de minha caminhada. Os ventos já sopram, o Sol já brilha, a chuva fertilizando o solo e o fogo da fé e do amor interligando a teia. Há uma rede viva entre semento e fruto. Acredito nas soluções que nascem da criatividade e do pulsar da nossa essência. A voz do coração é sublime.

Embora minha síntese mensal não tenha pontuado nenhum evento como sempre descrevo nas edições anteriores, todos eles estão em cada letra, todos os dias e noites do mês estão aqui e os filtros das lições de cada acontecimento estão gravados na minha memória coração. São lições motivadoras para seguir adiante.

Para finalizar: “caminhante, não há caminho, se faz caminho ao andar” Antonio Machado

Nenhum comentário: