Páginas

terça-feira, 7 de maio de 2013

Silêncio amigo

Um tempo precioso em que o silêncio tem sido um companheiro de muitas vozes, das minhas vozes, do meu diálogo interno. A mais pura proximidade é a que temos conosco, no silêncio ouvimos a voz do nosso espírito, a força da intuição, a presença do amor, a energia do perdão, a chama da oração que aquece nossa alma com leveza. E, de repente, uma canção brota, uma lembrança vem, uma lágrima escorre, um sorriso aflora. O silêncio é um bálsamo.

Nesta época de urgências conectadas, é um privilégio sentir a graça do silêncio enveredar cada dia com mais profundidade no cenário de minha rotina.

Nenhum comentário: