quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Minha especial criança, a filha do meio

Depois de 14 anos, minha Isa chegou. Uma nova menina, a irmã da Bruna. Tão querida, tão diferencial, enxerga além com a visão aguçada da sensibilidade, tem uma natureza refinada, minha proximidade elementar. Sim, ela é menina das águas e observá-la brincando em seu elemento é mergulhar em marés com cheiro da mais pura alegria. É uma criança criativa com uma imaginação fértil e uma memória admirável. Ela recorda com detalhes marcantes fatos, lugares, sensações.

Menina que gosta de coisas miúdas, bonecas pequenas, trequinhos e do seu canto. Sim, ela tem xodó por seu espaço. Acorda cedo e dorme cedo. Tem seu ritmo único regido por uma energia vibrante. Quando vem o cansaço e sono fica dengosa e logo adormece como anjo. E a noite seus sonhos ecoam pelo quarto em falas e sorrisos. Inventa “estórias” como a do Cacau que hoje corre no céu atrás das nuvens. Sim, o Cacau é eterno porque tudo que é relevante torna-se eternidade no coração de quem sente amor verdadeiro. E isso a Isa sente de modo intenso.

A filha do meio, amada pela primogênita mais velha, e pelo menor Arthur com quem brinca muito. Apesar do ciúme natural, o que sobressai é seu cuidado com o Tutu. Se ele chora com dor, suas lágrimas acompanham. Os dois reunidos na arte de brincar rendem gargalhadas sonoras, canto alegre que contagia o ambiente com felicidade autêntica. Seu jeito ímpar de abraçar é comovente. Seu abraço é apertado e seu beijo doce. Quem ganha o seu carinho, é presenteado com um afeto valioso. Minha preciosa Isa é um laço cor de rosa que costura o tecido de nossa família, tecendo uma colcha de retalhos colorida com o mais precioso AMOR.

Nenhum comentário:

Qual caminho você escolhe?

Treine a mudança de seu pensamento. Não desanime. Seja persistente. “Falar é fácil, difícil é fazer” “Ninguém me ajuda. Tudo dá errado” ...