segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Circunstâncias não planejadas

Quando planejamos uma viagem há toda uma expectativa em torno dessa programação. Há variadas motivações para viajar e elas sempre têm um propósito e muitas vezes a compreensão vem depois, como um estalo que revela as associações dos detalhes que estavam ali e tivemos que levar um tempo para perceber.

Muitas vezes ficamos frustrados com determinadas situações e só depois de refletir é que entendemos que há certos momentos nos quais não temos como intervir por mais que nosso desejo seja de alterar o curso das coisas. Nem sempre é fácil aceitar, porém, há momentos em que é imprescindível a aceitação e ela é um passo importante para o aprendizado e a evolução. Há diferentes aceitações e cada uma tem seu contexto.

Na última sexta-feira tivemos um entrave, a chuva, o trânsito, o choro, o cansaço e o cancelamento da viagem. Toda uma série de fatores estressantes que motivaram a ruptura de um planejamento. Planejar é essencial, mas, quando tudo não corre como planejado há uma mensagem nas entrelinhas e nos faz pensar sobre a importância da flexibilidade para lidar com as diversas situações como desafios para encaixes e reprogramações.

O universo está em constante movimento e no ciclo das estações surpresas agradáveis e outras nem tanto assim farão parte da jornada. É um treino para alimentar nossa fé, determinação e força para criar e recriar o melhor mesmo diante dos obstáculos. Que eles sejam cada vez mais encarados como oportunidades para avançar porque quem acredita em si sabe que pode ir além.

A primavera está só começando... Minha Bela Bruna, lágrimas se transformam em sorrisos. Melhorando sempre!

Nenhum comentário:

Qual caminho você escolhe?

Treine a mudança de seu pensamento. Não desanime. Seja persistente. “Falar é fácil, difícil é fazer” “Ninguém me ajuda. Tudo dá errado” ...