quarta-feira, 27 de julho de 2011

Além das palavras

Há muito além das palavras. As palavras têm muitas entrelinhas. E mesmo quando não emitimos nenhuma palavra o corpo fala de várias maneiras. “O corpo é ser multilíngue”. Li esta frase no Livro Mulheres que Correm com os Lobos que é uma obra referência na minha vida. Um dos meus livros de cabeceira que indico para todas as mulheres que conheço. Sim, o corpo é mesmo um ser multilíngue e suas vozes aflora tocado pelas emoções.

Ir além das palavras é um caminho de sensações. Palavras podem retratar uma noção do que sentimos, apenas uma noção. E, ao mesmo tempo, as palavras tem uma grande força de expressão e tem o poder de transmitir mensagens. Pode ser como a porta de entrada para aguçar o olhar do coração de muitos que tem a coragem de enveredar pelo caminho da proximidade verdadeira.

Minhas madrugadas reflexivas são um chamado para a expressão. Meus sonhos alertas. Quanto mais me aproximo de mim mesmo amplio minha percepção das lições dos erros, da necessidade de mudanças e nas muitas possibilidades para melhorar em todos os sentidos. Ir além das palavras com palavras não ditas que estão a me engasgar com um nó dolorido. Para encontrar a luz, eu preciso mergulhar na sombra com clareza e coragem.

2 comentários:

Lillo Dogmez, o licantropo. disse...

TEXTO NOVO. ACESSE, LEIA, COMENTE E DIVULGUE. PASSA LÁ:
http://www.thebigdogtales.blogspot.com/2011/07/como-se-vive-vida.html

Paulo Cesar PC disse...

Parabens pela maneira inteligente com que faz o seu blog. É sempre agradavel acompanhar. Sempre que posso e tenho oportunidade, aqui estou. Um grande abraço.

Qual caminho você escolhe?

Treine a mudança de seu pensamento. Não desanime. Seja persistente. “Falar é fácil, difícil é fazer” “Ninguém me ajuda. Tudo dá errado” ...