sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Filtro duplo das edições setembro e outubro/2010 da PEGN

Todas as edições da PEGN são recheadas de diversos temas que dialogam no universo do empreendedorismo. Como num apetitoso cardápio, todo matéria tem seu sabor e eu adoro degustar cada um deles. O resultado de cada PEGN é uma diversidade que exercita o olhar plural.

Estou atrasada com a publicação do meu filtro mensal por conta de um período de mudanças. Esse compromisso é anotado na minha agenda mensal e constava como pendência no meu ckeck list. Hoje é com muita satisfação que assinalei o ok nesse item. É gratificante eliminar pendências para renovar espaço para o novo. Em função do atraso, estou reunindo neste post um filtro duplo da minha leitura de setembro e outubro.

Entender como funciona a mente do consumidor é tema de muitos estudos e, sem dúvida, essa compreensão pode beneficiar e muito na criação de produtos e serviços. Conquistar o cliente é um desafio que envolve muitos fatores ligados aos sentidos, sistemas cerebrais e outros pontos que se diferenciam de acordo com as motivações das pessoas. Grandes corporações já estão utilizando os resultados de pesquisas da neurociência e neuromarketing como recursos para melhorar o desempenho de vendas de seus produtos. A matéria que escolhi na edição de setembro aborda esse interessante tema. Apreciei muito as informações sobre o efeito das cores no cérebro e a descrição sobre as minhas preferidas tem sintonia com o que elas representam no meu cotidiano.

Eu considero a escolha das cores no logo, no design e nos ambientes muito importantes. Já entrei em lojas que me encantaram pela harmonia das cores e o contrário também já ocorreu. As embalagens dos produtos também se valem da forma e da cor para nos cativar. No meu tratamento complementar de enxaqueca a cromoterapia esteve junto com a acupuntura e florais e os resultados foram muito favoráveis. Se refletirmos sobre como tudo está integrado, quanto mais descobrirmos as conexões entre os elementos e como elas atuam em nosso corpo, vamos ter uma clareza melhor para escolher nossas ações.

Acredito que a neurociência contribuirá ainda mais para as pessoas e empresas compreender essa formidável máquina que é nosso cérebro. Aliás, a primeira vez que ouvi esse termo foi numa conversa com minha amiga Master Coach Fatyma de Moraes quando ela iniciou seu curso de Coaching. Suas descobertas e aplicações do coaching apresentam resultados excelentes em seu trabalho.

Os avanços do neuromarketing pode ser uma oportunidade para as empresas. Identificar o caminho de interação é um desafio constante que deve ser aprimorado e cada organização vai definir os recursos mais adequados ao seu perfil e público, afinal, a complexidade do processo de escolha tem suas variações. Seja como for, que as cores, os aromas e outros elementos sejam harmonizados de maneira promissora e eficaz pelos diversos empreendedores.

Já na edição de outubro, a matéria de capa trata de uma questão vital para todo empreendedor: as finanças! Fluxo de caixa, capital de giro, inadimplência dos clientes, custos operacionais e outras variantes foram apontadas na matéria. A seleção de minha leitura é tripla, além da reportagem sobre “Dê adeus aos problemas financeiros”, dois textos chamaram minha atenção:

A entrevista com Saras Sarasvathy sobre o “effectuaction” ou “abordagem efetiva”. Mais uma vez, o autoconhecimento e a intuição dão sinais da sua relevância na história de sucesso de muitas pessoas: “quem eu sou?, o que sei fazer? e quem eu conheço? São questões simples, mas, se respondidas honestamente, trarão à tona uma complexidade muito rica e útil para o empreendedor.”

O terceiro é a dica de 4 portais de negócios: A Rede de Empresas, a Praça de Negócios, o Empreendemia e a Rede PEGN. Nesta última já sou cadastrada há algum tempo. Colocando em prática a dica, já me inscrevi no Empreendemia e estou tecendo contatos com outros empreendedores. Fiquei bastante interessada na possibilidade das transações eletrônicas da Rede de Empresas e logo estarei lá também. E para quem busca financiamento, a Praça é o local de encontro.

E por falar em encontro, sugiro que você abra espaço em sua agenda para o encontro mensal com as leituras PEGN! Até o próximo filtro!


Texto publicado na Rede Ning Pegn -Ivone Mourão - Marcos Turbo

Nenhum comentário:

Qual caminho você escolhe?

Treine a mudança de seu pensamento. Não desanime. Seja persistente. “Falar é fácil, difícil é fazer” “Ninguém me ajuda. Tudo dá errado” ...