Páginas

terça-feira, 30 de junho de 2009

1 ano depois do parto

Ela gosta de música. Adora dançar. É engraçado ver o movimento do corpo dela quando escuta a música. O balanço é espontâneo no ritmo que toca sua mente, seu coração e desperta o sorriso da minha bebê que amanhã completará 1 ano. Isso me faz lembrar como ela chutava no meu ventre. Não é toa que brincamos que ela é turbinada desde a concepção. Nossa 1 ano! Quantas bênçãos e alegrias nesse período. Isso me fez lembrar o parto.

E pensar que 1 ano atrás estava eu, ansiosa, eufórica e entusiasmada para sua chegada. E a hora do parto chegou. Como uma gravidez é diferente da outra. A bolsa estourou dessa vez. Era uma manhã de inverno e eu estava sozinha em casa trabalhando no micro quando senti a água percorrendo seu caminho. Um misto de felicidade e apreensão. Chegou a tão esperada hora e eu não sentia dor. As contrações já anunciavam há uns 3 dias que o momento estava próximo, mas e na hora do rompimento da bolsa eu nada sentia, apenas uma leve pressão.

A saída mais rápida foi chamar o Samu no 192. Serviço eficiente. Logo a ambulância chegou à minha casa e seguimos em direção a maternidade. Quando cheguei lá, fui atendida prontamente por uma médica simpática que me disse que eu estava em trabalho de parto e logo uma enfermeira me conduziu para trocar de roupa. Nesse meio tempo meu marido foi chegando para assinar minha internação. Ele chegou com um sorri que me encorajou, embora, ele mesmo não tivesse tanta coragem assim. Teve medo de assistir ao parto.

Tranquila, sem dor, cheguei a sala de pré-parto para os procedimentos normais. Logo estava com o soro começando a fazer efeito e não demorou até que as contrações surgissem. No início com certa lentidão, mas logo elas tornaram-se rápidas e muito mais intensas. São suportáveis, mesmo que na hora pensemos o contrário. Com muito custo consegui me alimentar para ganhar forças. Nem lembro o sabor da sopa. Estava concentrada na dor e rezando. A enfermeira passava para ver como eu estava e a progressão. Está evoluindo...

E a evolução veio. A dor aumentou e comecei a tremer. Concentrei, rezei, acalmei e os tremores cessaram. A enfermeira me orientou a tomar banho e aceitei. Ela ensinou-me a massagear as costas e a barriga e assim procedi. A água morna relaxou a tensão e senti a dor crescer e o momento do parto chegar. Chamei a enfermeira e logo segui para a sala de parto. Rezei uma Ave Maria no coração e pedi força. Uma, duas, três, força....mais uma e a menina dos olhos azuis chegou ao mundo às 15h06 do dia 01/07/08.Gratidão Eterna. Obrigada Deus Pai e Mãe Maria.
E agora estou com os preparativos do bolo para cantar os Parabéns! Ela adora bater palmas, tem uma vibração positiva, um sorriso encantador, um olhar vibrante e é cheia de graça.
1 ano de Saúde, Sucesso,
Prosperidade e Felicidade!
Amém para seus passos que seguirão trilhando sua caminhada de LUZ abençoada pelas águas que nutrem a VIDA com muito AMOR

Nenhum comentário: